Cabeleireira Adriana Ferreira Almeida, conhecida como Viúva da Mega-Sena. ( Foto: © DR )

Mais uma derrota da cabeleireira Adriana Ferreira Almeida, conhecida como Viúva da Mega-Sena, foi declarada na 17ª Câmara Cível do Tribunal de justiça do Rio de Janeiro. Condenada a 20 anos pela morte do milionário Renné Senna, Adriana briga pela herança da vítima, que deixou um testamento – anulado pela Justiça – a beneficiando.

Segundo informações do Extra, desembargadores negaram, por unanimidade, o recurso. Os magistrados também afirmaram que, caso a cabeleireira recorra mais uma veja, seja aplicada uma multa a ela. Após a decisão judicial, a única chance de Adriana é reverter a determinação no Superior Tribunal de Justiça (STJ). A herança está na casa dos R$ 100 milhões e é disputada por 11 irmãos de Renné, além da Viúva da Mega-Sena.

Entenda o caso

Logo depois de ser o vencedor da Mega-Sena, Renné, que era lavrador, foi assassinado a tiros a mando de Adriana – presa desde 2016 -, em janeiro de 2007, em Rio Bonito, na Região Metropolitana do RIo. Dois homens foram os executores do crime. A decisão de matá-lo surgiu depois que a vítima descobriu uma traição da companheira e afirmou que ela não estaria no testamento.