Divulgação.

Na série de contatos que o Blog vem fazendo com empresários do setor de turismo, desde essa quarta-feira(15), no qual chegamos a conversar com 12 de diversos segmentos, impressionam os relatos de demissões e de falta de perspectivas. ASSUSTADOR.

Para se ter ideia, teve hotel grande que já demitiu 80% dos funcionários. Não bastasse, também teve pequenos restaurantes ou pequenas empresas que fecharam para não reabrir.

Contactada pelo Blog, a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio Grande do Norte(ABIH-RN) confirmou a devastação do segmento no estado do Rio Grande do Norte, que é o inclusive, o mais afetado – sendo disparado o mais importante para a economia potiguar.

A ABIH-RN fez uma pesquisa com seus associados, e confirma, somente pelos seus dados, que oficialmente foram mais 60% de demissões nos seus associados.

Portanto, existem empresas que, de fato, não mais reabrirão. Estão endividadas. E algumas que vão reabrir, não tem noção como será a volta e não tem estrutura financeira, precisando de auxílio não só para o equipamento voltar a funcionar como também para atender os protocolos exigidos.

No seguimento de serviços relacionados ao turismo, a situação ainda é pior, é de sobrevivência pessoal.

Guias, Bugueiros, Agentes de Viagens, Receptivos, Casa de Câmbio a situação ainda é pior.

Blog do BG.