Agora RN.

Atendendo uma recomendação do Ministério das Comunicações, o senador potiguar José Agripino Maia (DEM) se afastou do comando da Rede Tropical de Comunicação. A informação foi divulgada pela jornalista Eliana Lima.

Recentemente o Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte (MPF/RN) ajuizou uma ação civil púbica contra a União, TV Tropical, Rádio Libertadora Mossoroense e outras quatro rádios com o objetivo de obter o cancelamento da concessão do serviço de radiodifusão sonora ou de som e imagens. O MPF sustenta que fere a Constituição Federal o fato de o senador José Agripino Maia e o filho dele, deputado federal Felipe Catalão Maia, figurarem como sócios dessas empresas.

Em entrevista ao Portal Agora RN o parlamentar negou ser sócio majoritário da TV Tropical, afiliada da RecordTV (antiga TV Record) no Rio Grande do Norte. Agripino também destacou que não exerce administração sobre a empresa. “Na TV Tropical, sou sócio minoritário. A sócia majoritária é minha mãe, fico com menos de 25%. Não administro nada, sou apenas acionista”, contestou.