Partido também pediu o afastamento de promotora que fez campanha por Jair Bolsonaro — Foto: Câmara dos Deputados/Cleia Viana.

Por Pleno.news — Nesta sexta-feira (1º), o PSOL pediu o afastamento da promotora Carmen Eliza Bastos de Carvalho, uma das responsáveis pela investigação do assassinato de Marielle Franco. O partido também pediu uma nova perícia nos áudios do condomínio Vivendas da Barra, local em que o presidente Jair Bolsonaro possui residência.

O anúncio foi feito pelo deputado federal Marcelo Freixo (RJ) em suas redes sociais. Em sua conta do Twitter, ele disse que o motivo para pedir o afastamento da procurada foi o fato dela ter feito campanha a favor de Bolsonaro.

– Acabei pedir ao MP do Rio o afastamento da promotora Carmen Carvalho das investigações do assassinato de Marielle. Carmen posou com camisa de Bolsonaro e publicou foto ao lado de um parlamentar que quebrou a placa em homenagem a Marielle. Sua imparcialidade está comprometida – apontou.

Sobre a nova perícia nos áudios da portaria, Freixo disse que há “lacunas que precisam ser esclarecidas”.

– Também solicitei a realização de nova perícia nos áudios apreendidos na portaria do condomínio onde moram Bolsonaro e Ronnie Lessa. A análise que foi feita às pressas no dia seguinte à publicação da reportagem do JN deixou lacunas que precisam ser esclarecidas – destacou.