Médico cardiologista Roberto kalil Filho.

O famoso médico cardiologista Robeerto Kalil Filho esteve, há pouco tempo, contaminado pelo novo coronavírus. Kalil chegou a ficar no estado grave da doença Covid-19, porém, mesmo internado, não precisou ir à UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

Kalil é chefe do setor de cardiologia do Hospital Sírio-Libanês, onde ficou internado há 10 dias. O médico revelou, em seu Instagram, o porquê de não ter ido parar na UTI. Segundo ele, uma “gama de remédios” foi administrada. Dentre estes, um chama a atença: o medicamento formado pela hidroxocloroquina.

Por mais que ainda não haja uma eficácia comprovada do composto, há a recomendação para que médicos possam administrar a medicação em pacientes graves. Kalil conta que conversou com os médicos e permitiu que utilizassem o medicamento nele.

O cardiologista fazia parte do grupo de risco da doença Covid-19 e estava em um estado que poderia piorar rapidamente. Com a administração de diversos medicamentos e tratamentos, incluindo a hidroxocloroquina, Kalil se curou.

O médico diz que não sabe ao certo se a hidroxocloroquina o ajudou, mas apela para que utilizem o medicamento para pacientes mais graves. Kalil defende a redução de danos à população.

Kalil relata que, caso mais pacientes não precisem ir à UTI, assim como ele, seriam salvas muitas vidas. No Brasil, o número de mortes causadas pelo novo coronavírus tem aumentado cada vez mais.

A medida dos governos estaduais, no momento, tem sido de quarentena total para que não hajam danos maiores à população. O objetivo é reduzir o número de contágios.