O macaco da espécie bugio (Alouatta) encontrado por pescadores tentando fugir de correnteza no mar de Barra de Cunhaú, no município de Canguaretama, litoral Sul potiguar, na última segunda-feira (3), mais do que nunca, teve o seu final feliz, e foi liberado em uma área de mata da região.

Apelidado de “Chico”, o animal foi salvo pelo secretário de Turismo do município de Canguaretama, Múcio Filho, que era um dos pescadores que estava no mar, quando viu o animal nadando. Junto com “Nissinho” e outros colegas, conseguiram salvar o bicho.

O animal foi libertado na Mata do Angelim, grande reserva de mata atlântica de 83 hectares, mantida pela Camanor, localizada na mesma região, divisa de Vila Flor, Barra de Cunhaú e Pipa.