Corpo de Ilgner Dantas foi achado nesta quarta (28) enterrado em um matagal — Foto: Arquivo Pessoal

O jovem Ilgner Cardoso Dantas, de 23 anos, que estava desaparecido desde o último domingo (25), foi achado morto na manhã desta quarta-feira (28) enterrado em uma área de mata no bairro Jardim Europa, em Rio Branco. Cardoso foi reconhecido pelos familiares ainda no local.

A reportagem entrou em contato com o delegado Cristiano Bastos, que investiga o caso na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), e ele informou que estava em diligência.

Ao G1, uma tia da vítima, que não quis se identificar, contou que familiares acharam Cardoso após uma denúncia anônima e acionaram a polícia.

“Os familiares que entraram na mata e acharam. A denúncia anônima foi passada para a polícia, mas eles ainda não tinham ido no local. Ele estava enterrado, chamaram a perícia, pois a gente não poderia mexer. A perícia desenterrou e, com o reconhecimento da família, confirmamos que era ele”, lamentou.

A mãe da vítima, a dona de casa Ana Paula chegou a divulgar um vídeo nas redes sociais pedindo que entregassem o corpo do filho. Muito abalada e chorando, a mulher relatou na gravação que recebeu um vídeo do filho sendo interrogado por uma facção e fotos em que ele foi torturado e pede que devolvam o corpo do filho para que ela possa sepultar.

“Ele não era mal, nunca matou, nunca roubou, era um usuário de drogas. Eu não desejo mal a vocês, só peço que me deem o corpinho dele para eu sepultar. Vocês não sabem a dor que eu estou sentindo”, disse enquanto chorava no vídeo.

A tia da vítima disse que a mãe não tinha condições de falar e estava em estado de choque. “O que esperamos agora é que o caso seja investigado e que seja feita a justiça”, pediu.