Fonte O Câmera.

A polícia está oferecendo uma recompensa no valor de 1.000 “Mil Reais” para quem der informações segurança e precisas do paradeiro de Anderson Rocha de Oliveira e Michael Eduardo Rocha da Silva, acusados de envolvimento na morte de Hiroito Gonçalves Falcão, funcionário da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, “UERN”.

Imagem
Anderson Rocha e Michael Eduardo Rocha da Silva

Hiroito Gonçalves Falcão, Funcionário Público Estadual de 56 anos de idade, residente na Rua Antônio Cirilino, no Abolição II, foi morto a tiros dentro de sua própria casa durante um assalto.

Segundo informações, 05 criminosos participaram da trama para assaltar a casa, mas a Hiroito Falcão teria reagido e foi morto com um tiro no rosto.

Um suspeito foi morto, três estão na cadeia e a polícia procura Anderson Rocha de Oliveira e Michael Eduardo Rocha da Silva, para responder pelo crime.

Felipe Rodolfo da Silva, de 30 anos de idade, natural de Belo Horizonte, em Minas Gerais e residente na Rua Wenceslau Brás em Mossoró, foi quem planejou tudo, segundo investigação da Policia Civil. Ele foi executado com cerca de 06 disparos de pistola, na frente do Itep, no 14 junho.

Ivonete Tintino da Silva, prestava serviço como técnica de enfermagem na casa de Hiroito e teria facilitado tudo e até simulado um assalto juntamente com seu esposo, Pedro Henrique da Silva, preso durante operação dos agentes da 3ª turma de plantão no dia seguinte ao crime.

Jefferson Batista Souza de Morais e Ivonete Tintino foram presos no dia 16 de junho, pela equipe da Delegacia de Furtos e Roubos, por força de mandados de prisão expedidos pela justiça. Jefferson Batista foi preso preventivamente e Ivonete Tintino teve o mandado de prisão temporário.

Leia mais notícias em blogseridonoar.com.br  siga nossas páginas no Facebook no Twitter no Instagram e veja nossos vídeos no Youtube Você também pode enviar informações à Redação do Blog Seridó no Ar pelo WhatsApp (84) 9 9900-4075.

E-mail : [email protected]