Jogador Bruno Henrique do Flamengo. ( Foto: Arena )

O Flamengo, por meio de sua assessoria de imprensa, negou que o atacante Bruno Henrique tenha caído no exame antidoping após o clássico diante do Vasco da Gama, ainda em novembro, pelo Campeonato Brasileiro.

O atacante teria sido enquadrado pelo uso da substância ‘Brinzolamida’. Porém, Bruno Henrique tem um problema de glaucoma e tem liberação para o uso do medicamento.

De acordo com o clube, a situação foi apresentada à CBF e não houve demais problemas ou questionamentos. O caso foi encerrado no dia 14 de novembro e não houve recomendação por parte da Fifa ou até mesmo da Wada, Agência Mundial Anti-Doping.