Objetivo é promover um amplo debate em torno dos desafios da Cadeia Produtiva da farinha de mandioca — Foto: Divulgação

O município de Vera Cruz, localizado na região metropolitana e distante 52 km de Natal, recebeu na manhã desta terça-feira (26) a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, que promoveu uma Audiência Pública, com o objetivo principal de promover um amplo debate em torno dos desafios da Cadeia Produtiva da farinha de mandioca e seu fortalecimento na agricultura familiar da Região Agreste do Estado.

De acordo com o Deputado Estadual Kleber Rodrigues, propositor da audiência, a intenção é chamar a atenção das instituições e autoridades vinculadas à agricultura e a economia do Estado, para a importância da valorização da farinha de mandioca no contexto da economia agrícola da Região. “É preciso que as autoridades competentes passem a valorizar ainda mais esse produto tão nosso”, disse o parlamentar ao iniciar os trabalhos e continuou: “A mandioca tem uma importância cultural e econômica na agricultura familiar e a produção da farinha é responsável pelo sustento de inúmeras famílias, gerando uma quantidade significante de empregos, seja de forma direta ou indireta, mas de nada vale a nossa vocação se não houver planejamento e gestão e é isso que estamos buscando junto a todos os órgãos responsáveis”, ressaltou Kleber.

As dificuldades enfrentadas pelos produtores rurais de Vera Cruz e região foram destacadas pelo presidente da Câmara Municipal, Micarlo Tomaz. “Hoje é um dia muito importante porque estamos vendo que o tema começa a ser discutido com seriedade e na presença de várias instituições importantes. É preciso incentivos, capacitação e possibilidades para que esse produto passe a ter o valor que merece”, destacou o vereador que também é agricultor.

Alexandre Lima, secretário da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar (SEDRAF), destacou a importância dos órgãos envolvidos nesse processo de fortalecimento da cultura da mandioca. “O primeiro passo para dar certo é envolver quem entende do assunto. O segundo passo é a união de todos os órgãos com atuação nessa área e por fim, é preciso planejamento em busca de soluções que realmente mudem o atual quadro”, ponderou.

Somente em Vera Cruz existem hoje 40 casas de farinha, sendo 2 legalizadas e 11 em processo final e as outras em condição inicial desse processo que passa por vários órgãos. A mandiocultura está presente na maioria das plantações da região e do Estado. No RN 85% do território potiguar está propício para a cultura da mandioca.

Finalizando a audiência pública que foi iniciada pela manhã e se prolongou pela tarde, o deputado Kleber Rodrigues considerou o momento importante e significativo para a mandiocultura. “A partir desse trabalho seremos mola propulsora para levar a mandiocultura aos quatro cantos desse estado, buscando a valorização de cada uma dessas culturas. Mas de uma coisa eu tenho certeza: só conseguiremos se estivermos de mãos dadas e juntos em busca do fortalecimento da monocultura e da agricultura familiar, beneficiando o pequeno agricultor”, finalizou Kleber Rodrigues.