Maria Carla da Silva, de 12 anos, sumiu dia 18 de setembro em Apodi — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi

Uma ossada humana que foi encontrada na tarde desta quarta-feira (17) em Apodi, na região Oeste potiguar, pode ser da menina Maria Carla da Silva, de 12 anos, desaparecida há quase um mês no município. Um cunhado dela foi preso e confessou o crime, segundo o delegado Rafael Câmara, responsável pelas investigações.

“Pedimos a prisão cautelar dele e estamos aguardando”, informou o delegado, após confirmar que o suspeito confessou o crime. Rafael também preferiu não adiantar qual seria a motivação da morte.

Familiares contaram que a menina está sumida desde o dia 18 de setembro. Ela recebeu uma ligação telefônica e saiu de casa para ir à casa da irmã dela, porém não chegou ao destino. Os parentes também disseram que não havia motivo para Maria Carla fugir de casa.

As informações sobre a investigação foram mantidas em segredo a maior parte do tempo pelo delegado Rafael Câmara, desde o início do caso. De acordo com ele, cerca de 20 pessoas foram ouvidas, porém houve muitos trotes e informações falsas circulando na cidade.

ITEP recolheu ossada que pode ser menina desaparecida em Apodi, RN (Foto: Marcos Gil)