O técnico da 4° Regional de Saúde, Francisco Batista, deu início à audiência pública sobre a ação de combate ao mosquito Aedes Aegypti.

A Câmara Municipal de Vereadores de Jardim do Seridó promoveu, nesta quinta-feira (15), uma audiência pública para discutir e debater as questões da dengue, zika e chikungunya na cidade.

A audiência contou com a participação de agentes de endemias, técnicos da secretaria de Saúde, representantes 4° Regional de Caicó, sindicato, educadores, representantes do executivo, imprensa e sociedade.

O requerimento foi apresentado pelo presidente da Câmara de Vereadores, José da Noite. Segundo o vereador, o momento é de combate a essas doenças e a adoção de medidas emergenciais.

‘Estas audiências públicas visam conscientizar a sociedade da sua responsabilidade pelo avanço da dengue no município, mostrar à população que todos precisam se empenhar, pois a responsabilidade não é apenas dos órgãos públicos, mas principalmente de todos os cidadãos, tendo em vista que mais de 90% dos focos estão em nossas casas’. Com estas palavras o técnico da 4° Regional de Saúde, Francisco Batista, deu início à audiência pública sobre a ação de combate ao mosquito Aedes Aegypti.

Após a reunião, a secretaria de Saúde somará forças com outras pastas e órgãos objetivando realizar ações de conscientização, mobilização e formação de uma comissão que acompanhará os trabalhos, dados e resultados para combater o mosquito transmissor.

Um detalhe: a população levou falta na audiência e no momento que o prefeito se ausentou, o plenário ficou praticamente vazio. Os secretários e comissionados não acompanharam os debates.