De acordo com informações da polícia, a vítima estava dentro de sua residência, quando homens armados invadiram a casa e dispararam. Adolescente que não quis namorar líder de facção.

Um homicídio foi registrado na capital acreana. Kayra Vidal Lima, de 17 anos, foi mais uma vítima da guerra entre as facções, a adolescente foi executada com cinco tiros na noite deste domingo (7) no Ramal da Judia, na Travessa Tarauacá, bairro Belo Jardim I, Segundo Distrito de Rio Branco (AC).

De acordo com informações da polícia repassadas a reportagem do site ac24horas, a vítima estava dentro de sua residência, quando homens armados invadiram a casa, em seguida, a puxaram para o quintal e efetuaram cinco disparos, quatro acertaram a cabeça e um atingiu a mão de Kayra, que não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Após a ação os criminosos fugiram tomando rumo ignorado.

Policiais Militares do 2°Batalhão foram acionados por populares e isolaram a área para o trabalho do perito em criminalística, em seguida tentaram colher alguma informação sobre os autores do crime, porém, não obtiveram êxito, pois, no local impera a lei do silêncio, ninguém viu e nem sabe o que aconteceu.

O corpo da adolescente foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) e passará pelos exames cadavéricos.

Segundo os familiares, a motivação do crime pode ter ocorrido devido a adolescente ter recebido ameaça de um líder de uma organização criminosa, por se negar a namorar com ele. Kayra morava no Panorama, região do bairro São Francisco e após as ameaças, passou a morar com a tia no bairro Belo Jardim I, onde ocorreu o crime. O caso segue sob investigação da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).