Fredson Daizio de Freitas Silva, de 26 anos,

Fredson Daizio de Freitas Silva, de 26 anos,  foi julgado pelo Tribunal do Juri Popular de Mossoró, nesta quarta feira 11 de setembro de 2019 e condenado a pena de 31 anos e 2 meses de prisão, pelo crime de feminicídio contra sua ex-companheira Paula Cristina Souza Dantas, O crime ocorreu no dia 12 de novembro de 2018, por volta das 23h00min na Rua Pedro Rodrigues da Silva no Bairro Belo Horizonte em Mossoró RN.

A vítima estava grávida de quatro meses e foi morta, com cerca de  45 facadas pelo corpo. Segundo o laudo necroscópico do ITEP, as lesões provocaram o aborto da criança. De acordo com a perícia, o acusado após o assassinato modificou a cena do crime, deixando transparecer que sua ex-companheira  teria se matado usando uma faca peixeira.

O acusado ainda chegou a colocar a faca na mão da vítima, tentando de certa forma enganar a perícia criminal, mas logo foi desmascarado. Por não ter advogado, Fredson Daizio foi defendido por um defensor público. Na acusação atuou o promotor de justiça Ítalo Moreira Martins.

ddddd