Diretores da ANA participaram de reunião com o deputado Geninho Zuliani (DEM-SP). Foto: Assessoria de Comunicação Social.

A Agência Nacional de Águas (ANA) informa que não foi identificado evento de transbordamento de água da barragem Riacho Lagoa Grande (Bahia) ontem (11/07). Segundo informação do órgão fiscalizador estadual, o incidente ocorreu na barragem Quati, no rio do Peixe, restrito geograficamente ao território baiano.

Compete aos órgãos fiscalizadores de barragens estaduais e federais o envio de dados sobre risco e dano potencial das estruturas, sob sua responsabilidade, à ANA. Tais dados são declarados pelos fiscalizadores e alocados no Sistema Nacional de Segurança de Barragens (SNISB) e no Relatório de Segurança de Barragens (RSB).

Diferentemente do que foi noticiado por alguns veículos, a ANA não detém dados sobre a classificação de risco e dano potencial da barragem Quati. Portanto, são incorretas as informações de que a estrutura de Quati tinha classificação de risco Alta.
A ANA tem apoiado os fiscalizadores estaduais para ampliar a base de dados sobre as barragens que tais entidades fiscalizam, através de capacitações, oficinas e apoio técnico.