Imagem veemente Ilustrativa.

No Brasil as taxas de suicídio de crianças e adolescente têm aumentado, indicando que esse assunto deve ser tratado com mais atenção. As mortes com esse perfil cresceram 65% entre pessoas com idade entre 10 a 14 anos, e 45%  entre jovens de 15 a 19 anos, de 2000 a 2015, de acordo com a pesquisa do sociólogo Julio Jacobo Waiselfisz, da Faculdade Latino Americana de Ciências Sociais, com base em dados do Ministério da Saúde.

Os adolescentes e crianças estão cometendo suicídio no começo de suas vidas e as causas que podem levá-los a tirar a própria vida podem estar associadas à dificuldade de lidar com frustrações, bullying, pressões sociais, falta de atenção, ansiedade,  depressão e questões sobre a sexualidade.

Para falar sobre suicídio, as causas que podem levar  adolescentes e crianças a tirarem suas vidas e como evitá-lo, coloco à disposição o psicólogo, especialista em Medicina Comportamental pela UNIFESP e hipnoterapeuta, Valdecy Carneiro,  fundador da Sociedade Interamericana de Hipnose (SIAH) – uma clínica especializada no atendimento com Hipnose e na formação de Hipnoterapeutas qualificados.