Foto da conversa do acusado tentando extorquir dinheiro da vítima.

Um homem, de 22 anos, que trabalha como garoto de programa foi preso na noite de quarta-feira (17) no bairro de Mandacaru em João Pessoa suspeito de extorquir um cliente. De acordo com a Polícia Civil, o suspeito havia gravado a relação sexual com o cliente com uma câmera escondida e fez ameaças para publicá-lo caso a vítima não pagasse R$ 5 mil. A prisão foi feita pelo Grupo de Operações Especiais (GOE) da Polícia Civil.

O homem que havia mantido relação sexual com o garoto de programa procurou a Polícia Civil após o início da extorsão e denunciou o caso. Ainda segundo o GOE, o suspeito gravou a relação sexual com a vítima usando câmera escondida em uma chave de carro. A polícia investiga se outros clientes do garoto de programa também foram gravados e extorquidos, uma vez que apenas um deles procurou a polícia.

Em um dos áudios enviados pelo suspeito de extorsão a vítima por meio de um aplicativo de celular. Na mensagem divulgada pela polícia, o suspeito faz ameaça e dá um prazo para o pagamento. “Você vai me pagar até segunda-feira, seu safado, ou então eu vou publicar o vídeo para todo mundo ver, para sua mulher saber que você é veado”, avisou o garoto de programa.

Em depoimento à polícia, o suspeito explicou que é a primeira vez que faz isso e só fez esse tipo de ameaça porque estava devendo R$ 1 mil e precisava de dinheiro. O suspeito foi ouvido e encaminhado para a carceragem da Central de Polícia, em João Pessoa. Até a manhã desta quinta-feira (18) ele seguia preso, à espera da audiência de custódia.