Desembargador e ex-presidente do TJ/RN, Cláudio Santos - Divulgação

Em audiência realizada nesta segunda-feira, dia 11 de setembro, o Ministério Público do Trabalho (MPT) apontou irregularidades em facções de costura no interior do Estado, que prestam serviços terceirizados à Guararapes.

O Ministério Público do Trabalho (MPT) quer uma indenização coletiva de R$ 38 milhões, a ser paga pela Guararapes as 62 empresas que lhe prestam serviço através do Pró-Sertão.

O desembargador Cláudio Santos visitará o município de São José do Seridó no sábado (16), onde está o maior número das facções de costura. Vai juntamente com um grupo, em protesto contra a ação do MPT.

Leia mais notícias em blogseridonoar.com.br  siga nossas páginas no Facebook no Twitter no Instagram e veja nossos vídeos no Youtube Você também pode enviar informações à Redação do Blog Seridó no Ar pelo WhatsApp (84) 9 9900-4075.

E-mail : blogseridonoarjs@gmail.com