© Reprodução / Facebook

Durante audiência na qual respondeu apenas às questões de sua advogada, a ex-prefeita de Ribeirão Preto Dárcy Vera afirmou que a família vive em situação “deplorável” desde que ela foi presa, em maio.

De acordo com a Polícia Federal e o Gaeco, Dárcy chefiou quadrilha responsável por desviar R$ 45 milhões dos cofres públicos, dos quais teria recebido R$ 7 milhões por meio de pagamentos indevidos a uma advogada que defendeu a prefeitura em ação movida pelo Sindicato dos Servidores Municipais.

“Depois que fui presa, a situação piorou muito. Estou com parcelas atrasadas da minha casa. Eu nunca possuí nem casa, nem dinheiro e nem qualquer tipo de investimento no exterior. A situação da minha família, depois que fui presa, é deplorável”, afirmou, segundo o G1. “A senhora acha que, com R$ 7 milhões, eu teria andado de ônibus todo final de semana para fazer pós-graduação? Se eu tivesse R$ 7 milhões, teria quitado a minha casa, minhas filhas não estariam morando de aluguel”, complementou.